Temário

Para compor parte da programação do Congresso, poderão ser inscritos trabalhos técnicos, conforme definido no temário:

  1. Alumínio Primário
    Estão incluídos nesse tema trabalhos relacionados às etapas que envolvem os processos para produção de alumínio primário (mineração, refino e redução), com destaque para inovação tecnológica, projeto, redução de custo/energia, processamento, manutenção e meio ambiente. Trata-se de um fórum de excelência para a troca real e efetiva de experiências nesta área.
  1. Fundição (placas, tarugos e peças)
    Os trabalhos relacionados à fundição de alumínio na forma de placas, tarugos e lingotes, que posteriormente sofrerão transformação mecânica; processos de fundição contínua de lâminas e vergalhões, bem como processos relacionados à fundição de peças fazem parte deste tema. Pretende-se, dessa forma, discutir tecnologias alternativas de produção, inovações tecnológicas em processos, casos de sucesso, tratamentos do metal líquido que visam melhorar a qualidade final do produto e a solução de problemas. Aspectos relacionados ao meio ambiente (emissões, disposição de resíduos, etc.) também poderão ser apresentados.
  1. Transformação Mecânica
    Devido às suas boas características de ductilidade e maleabilidade, o alumínio pode sofrer todos os processos de transformação mecânica, a saber: laminação, extrusão, fabricação de fios e cabos, soldagem, estampagem, usinagem, forjamento e extrusão por impacto. Integram esse tema trabalhos que mostrem oportunidades para ganhos de eficiência, produtividade e qualidade, bem como redução de custos, novas tecnologias e/ou aprimoramento de tecnologias atuais, além da solução de problemas, inclusive aqueles que impactam o meio ambiente.
  1. Tratamento de Superfície e Corrosão
    Para muitas aplicações, o acabamento natural do alumínio é plenamente satisfatório, seja do ponto de vista de aparência, como de durabilidade. Entretanto, o alumínio possui a vantagem de ser adequado a vários acabamentos superficiais de proteção e de decoração, incluindo anodização, eletrodeposição, acabamentos mecânicos, aplicação de tintas e vernizes. O principal foco dos trabalhos relacionados a esse tema é a discussão de aspectos teóricos e práticos dos acabamentos superficiais. Aspectos relacionados a inovações tecnológicas em processos e ao meio ambiente também poderão ser apresentados.
    Esta sessão técnica também contempla trabalhos sobre Corrosão do Alumínio, que esta intimamente ligada aos processos de proteção superficial.
  1. Desenvolvimento Sustentável
    É definido como desenvolvimento sustentável, aquele que atende às necessidades do presente sem comprometer a possibilidade das gerações futuras suprirem suas próprias necessidades. Isso implica conduzir os negócios considerando as três dimensões: econômica, ambiental e social. A indústria de alumínio tem bons exemplos de gestão, com projetos e resultados nesta área. Os trabalhos sobre desenvolvimento sustentável que englobam assuntos nas três dimensões acima mencionadas são pertinentes ao tema, com exceção dos trabalhos que se enquadram nos demais temas como redução, fundição,  transformação mecânica e tratamento de superfície.
  1. Reciclagem
    A reciclagem é um dos atributos mais importantes do alumínio, pois qualquer produto fabricado com esse metal pode ser reciclado infinitas vezes, sem perder suas características físico-químicas no processo de reaproveitamento. O exemplo mais conhecido é o da lata de alumínio para bebidas, cuja sucata transforma-se novamente, em lata após a coleta e refusão, sem que haja limites para seu retorno ao ciclo de produção. Integram esse tema trabalhos que apresentem o estágio atual da tecnologia de reciclagem, bem como os aspectos relacionados à coleta, custos e disponibilidade da sucata de alumínio, processos alternativos, disposição dos resíduos oriundos do processo de refusão da sucata, inovações tecnológicas e casos novos de sucesso.
  1. Refratários
    Devido aos crescentes esforços de pesquisa e desenvolvimento, os refratários empregados na indústria do alumínio têm mostrado uma evolução significativa nos últimos anos. O advento de materiais com maior conteúdo tecnológico, projetados de forma a atender às solicitações específicas de cada etapa dos processos de obtenção e refusão do metal, está sendo responsável por estender a vida útil de equipamentos e reduzir custos de manutenção, resultando em maior competitividade para as empresas. A sessão de refratários visa, portanto, fortalecer as iniciativas de P&D e inovação tecnológica, além de estimular a troca de informações e experiências entre os usuários e fabricantes dessa classe de materiais.
  1. Desenvolvimento de Novos Produtos
    O alumínio é o metal mais jovem hoje em utilização pela sociedade, com cerca de 130 anos de existência. No decorrer das ultimas três décadas, novas e importantes aplicações foram e continuam sendo introduzidas usando alumínio, havendo ainda um grande campo para incrementar novas aplicações. Nesse sentido, em linha com a sua missão de divulgar e incentivar o uso de alumínio, a ABAL continua a enfatizar o assunto no 8º Congresso Internacional do Alumínio, para que a comunidade industrial e de pesquisa apresente trabalhos relacionados ao desenvolvimento de novos produtos.

Veja também:
Sobre o Congresso
Inscrição de trabalho e envio de resumo
Informações adicionais