Fabricação de tarugos para extrusão: tecnologia e práticas operacionais
Curso
Fabricação de tarugos para extrusão: tecnologia e práticas operacionais
DATA: 17 a 19 de Abril de 2018
HORÁRIO: 8h30 às 17h30
LOCAL: Sede da ABAL
Rua Humberto I, 220 - 5º andar - Vila Mariana - São Paulo - SP
MINISTRANTE(S):

Engº Luiz Sérgio de Carvalho

Engenheiro Metalurgista, formado pela Escola de Minas e Metalurgia da UFOP, Ouro Preto, com mais de 35 anos de experiência em Metalurgia dos Não -Ferrosos, com ênfase em Alumínio. Exerceu cargos de engenharia de desenvolvimento de processos, engenharia industrial, gerencia industrial, gerencia técnica e comercial em empresas nacionais e multinacionais de grande, médio e pequeno porte do setor.  Atualmente  Sócio/Presidente e Consultor Sênior da Proa Gestão e Projetos Industriais Ltda nas áreas de tecnologia, inovação e desenvolvimento de processos industriais em Mineração e Metalurgia de Não-Ferrosos

OBJETIVO:

Apresentar e discutir por meio de uma abordagem didática e de fácil entendimento os principais conceitos envolvidos na tecnologia de fabricação de Tarugos para Extrusão do Alumínio e suas Ligas. Compartilhar experiências, debater ideias, inovações e estudo de “cases”.

PÚBLICO-ALVO:

Todos os profissionais do mercado de Extrusão de Alumínio envolvendo, diretores, gerentes, operadores, supervisores, técnicos, tecnólogos, engenheiros recém formados, engenheiros trainees e engenheiros de um modo geral envolvidos na área de Fundição DC, Extrusão de Alumínio e  Área Comercial de Produtos Extrudados.

PROGRAMA:

1-Introdução.

2-Seleção, controle e preparação de sucatas.

3- “Blending” de sucatas para elevado desempenho.

4-  Fusão de matérias primas:

4.1 – Conceitos Fundamentais do Processo de Fusão de Sucatas e lingotes ;
4.2 – Conceitos Fundamentais do Processo de Combustão;
4.3 – Eficiência Energética dos Fornos  em seu Máximo Desempenho;
4.4 – Operação Eficiente dos Fornos de Fusão para Máxima  Produtividade e Ótimo Consumo Energético;
4.5 – Rendimento Metálico de Sucatas e as Principais  Variáveis que o Impactam versus o  Custo do Metal Gerado;
4.6 – Principais Fatores  na Geração de Escória e na Perda de Fusão;
4.7 – Tratamento da Escória Gerada para Máxima Recuperação de Metal;
4.8 – Redução da Perda de Fusão.

5-Tratamento do metal líquido:

5.1- Composição das Ligas de Al-Mg-Si;
5.2 – Adição de Elementos de Liga e Correções em Mínimo Custo;
5.3 – Efeito dos Principais Elementos Liga;
5.4 – Obtenção do Metal na Faixa de Composição Química Especificada em Menor Custo;
5.5 – Principais Impurezas presentes no Metal Líquido e suas  fontes geradoras;
5.6 – Metal Primário versus Metal Secundário em Termos de Impurezas;
5.7 – Estado da Arte da Tecnologia de Remoção de Impurezas contidas no Metal Líquido em Forno de Fusão , Espera e Durante o  Vazamento do Metal Líquido para a maquina de Fundição D.C.;
5.8 – Conceitos Fundamentais do Processo de Refinado de Grão e o Cálculo da taxa ótima de adição ao Metal Líquido com Redução de Consumo;

6- Lingotamento em fundição D.C.

6.1 – Princípios do Processo “Direct Chill Casting ” ( DC ) .
Introdução:
– Principais Tecnologias  na Fundição DC de Tarugos,
– Comparação entre VDC e HDC,
– Zonas de Fluxo de Calor durante lingotamento DC.
6.2 –  Fluxo de Calor na Zona do Molde:
– Natureza da Camada de Refusão do tarugo gerada no contato metal /molde,
– Variabilidade da Camada de Refusão no contato metal/molde
6.3 –  Interação entre o resfriamento no molde  e o resfriamento direto  com água . Efeito da Frente Avançada de Resfriamento , “The  Advanced Cooling Effect “.
6.4 – Influência da Zona de “Air Gap” na Superfície do Tarugo e na Microestrutura da Camada de Refusão
6.5 –  Fluxo de Calor na Zona de Resfriamento Direto
6.6 – Influência do Fluxo de Calor na Estrutura de Solidificação
6.7 – Mecanismo  de Transferência de Calor na Zona de Resfriamento Direto
6.8 – Influência do Fluxo de Calor na Zona de Resfriamento Direto em Trincas  Centrais no Tarugo
6.9 –  Trincas a Frio ou “Stress Cracking”
6.10 –   Conclusão: Fluxo de Calor em Fundição por Resfriamento Direto do  Alumínio e suas Ligas .

7- Correlação entre propriedades do tarugo, extrudabilidade e qualidade de extrusão

7.1 – Introdução
7.2 –  Cumprindo  Necessidades da Planta de Extrusão
– Otimização do Conteúdo de  Silício e Magnésio
– Refino de Grão
– Limpeza do Metal
– Estrutura Interna do Tarugo
– Espessura da Camada de Refusão
– Tamanho de Célula , Cell Size ou DAS( Dentrite  Arm Space )
– Tamanho de Grão
– Tamanho e Distribuição das Fases Intermetálicas
– Segregação Inversa  ou “Segregated Billet Edge Zone”
– Especificações para Estrutura Bruta de Fusão de Tarugo  das ligas da série 6000  ( Al-Mg-Si )
– Tratamento de Homogeneização
– Princípios
– Critérios para Homogeneização
– Controle do Tamanho  Grão por  Homogeneização
– Efeito da Homogeneização no Acabamento Superficial e  Propriedades de Tração das Extrusões
– Especificações para a Estrutura HO de Tarugo das ligas da série 6000 (Al-Mg-Si )
– Aspectos Práticos

8- Ciclo da produção de extrudados das ligas da série 6000 versus estrutura interna.

9- Ciclo da produção de extrudados das ligas da série 6000 expresso em termaos de história térmica.

10 – Curva T-T-T (Temperatura, tempo e transformação) para ligas da série 6000  E “Quench Sensitivity’.

11- KPI’S (Key Performance Indicators) da qualidade para tarugo das ligas da série 6000 para extrusão.

12- Defeitos em tarugos.

13- Investigação metalúrgica dos defeitos na extrusão à quente das ligas da série 6000.

INSCRIÇÃO:

Sócios ABAL: R$ 1.710,00
Não associados ABAL: R$ 2.560,00

A taxa de inscrição inclui: 
Material didático, coffee-break, certificado de participação.

Bonificações: 
10% de desconto a partir de 3 inscrições da mesma empresa. As bonificações não são cumulativas. Informe-se pelo e-mail leandroalves@abal.org.br

Forma de Pagamento: 
Boleto bancário com vencimento para 7 dias a partir da data de inscrição.

VAGAS:

As vagas são limitadas a 20 participantes e serão preenchidas de acordo com a ordem cronológica das inscrições.

CANCELAMENTO:
Dever ser feito pelo fax: 11 5904-6450 ou pelo e-mail: leandroalves@abal.org.br. Para pedidos de cancelamento solicitados com até 05 dias de antecedência da realização do evento, serão devolvidos 50% do valor. Após esta data, só serão aceitas substituições. ABAL reservado o direito de cancelar ou adiar a realização do curso por motivo de força maior
OUTRAS INFORMAÇÕES:

Pelo telefone: 11 5904-6450 ou e-mail: leandroalves@abal.org.br

Caso tenha interesse em participar deste evento, preencha o formulário abaixo e brevemente entraremos em contato para efetivar sua inscrição.
 
Dados da Empresa:
A Empresa é sócia da ABAL?          
 
 
 
 
 
 
 
 
Dados do Responsável pela inscrição:
 
 
 
 
Dados do Participante(1):
 
 
 
 
 
 
Dados do Participante(2) - opcional:
 
 
 
 
 
 
Dados do Participante(3) - opcional: