NOTÍCIAS
9 de Março de 2018
Alumínio é a grande estrela de nova fábrica da Renault
Inaugurada esta semana, planta no Paraná recebeu investimentos de R$ 350 milhões

A Renault do Brasil inaugurou nesta semana, em São José dos Pinhais (PR), a Curitiba Injeção de Alumínio (CIA) para a produção local de bloco e cabeçote do motor 1.6 SCe, antes importados. Instalada no Complexo Ayrton Senna, que passa a abrigar quatro fábricas, a CIA tem capacidade para produzir 500 mil peças ao ano.

Para Milton Rego, presidente-executivo da ABAL que esteve presente na inauguração, “a percepção da indústria automotiva sobre a importância da utilização do alumínio como impulsionador da eficiência de combustível nos veículos está totalmente consolidada. A indústria do alumínio e os fabricantes de automóveis no Brasil precisam trabalhar juntos para buscar incorporar as novas soluções que possam trazer competitividade para toda a cadeia”.

Com uma área construída de 14 mil metros quadrados, a Curitiba Injeção de Alumínio conta com 100 profissionais trabalhando em dois turnos e utiliza com melhores e mais modernas práticas em injeção de alumínio da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi no mundo, além de ser a única linha de injeção de cabeçote no Grupo Renault. Os componentes produzidos na CIA têm como destino final a Curitiba Motores (CMO), onde são fabricados os propulsores que equipam os veículos da marca. A fábrica passa por uma ampliação a ser concluída nos próximos meses, com investimento de R$ 400 milhões.