NOTÍCIAS
5 de outubro de 2017
Desenvolvimento sustentável no centro das discussões
Evento com representantes da indústria objetiva debater os avanços sustentáveis após Rio +20

Nesta quarta-feira (4), ocorreu o CNI Sustentabilidade 2017, que se encontra em sua sexta edição. O evento, que aconteceu cinco anos após a Rio+20, contou com a presença de representantes dos setores da indústria brasileira com o propósito de realizarem um balanço dos progressos da indústria nos últimos anos no que se refere à sustentabilidade social, ambiental e econômica.

De acordo com a diretora de Relações Institucionais da CNI, Mônica Messenberg, a indústria está comprometida com o desenvolvimento sustentável. “No entanto, a transição para um novo modelo de produção deve ser apoiado por políticas públicas amplas de apoio às empresas. Entre as medidas propostas estão estímulos a investimentos em inovação e em tecnologias sustentáveis e incentivos e desoneração tributária para empresas que usem recursos naturais de maneira mais eficiente”, destaca.

CNI Sustentabilidade 2017 – Sede da CNI, Brasília

Durante o encontro foram apresentados 14 estudos setoriais que trazem experiências empresariais que contribuem para o avanço do desenvolvimento sustentável no país. A iniciativa contou com o compromisso formal de algumas entidades setoriais, entre elas a ABAL, ABCP, Abimaq, Abiquim, Abit, IABr, Anfavea e IBRAM. Estas foram fundamentais na elaboração de conteúdo específico sobre seu setor, que geraram fascículos setoriais, amplamente divulgados pela Confederação.

No evento, o Presidente Executivo da ABAL, Milton Rego, estava representando o setor do alumínio e destacando as práticas sustentáveis adotadas pela indústria. Tenha acesso aqui aos fascículos elaborados sobre a Indústria Brasileira do Alumínio, produzidos pelo Comitê de Sustentabilidade da ABAL.