pt

03/09/2004

E-mail traz acusação falsa sobre latas de alumínio

Centro de Vigilância Epidemiológica de São Paulo nunca registrou casos de contaminação por contato com latas de alumínio

Circulam pela Internet, há alguns anos, mensagens com a suposta intenção de alertar a população sobre "o perigo" de se consumir bebidas em latas. Estas poderiam estar contaminadas por urina de ratos, provocando leptospirose.

A primeira onda de mensagens circulou nos Estados Unidos, sem identificação de autores ou personagens, uma das características das mensagens conhecidas como "lendas urbanas". No Brasil, ganharam uma nova versão na qual, para dar ares de credibilidade ao texto, aponta-se o doutor Fábio Olivares, do Centro de Biociências e Biotecnologia da Universidade Estadual do Norte Fluminense, como autor. A versão brasileira afirma existir uma pesquisa do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia e Qualidade Industrial) sobre o assunto e chega a sugerir que pessoas teriam contraído leptospirose e morrido, após consumir bebidas em lata.

Com o objetivo de esclarecer o público, a ABAL buscou a confirmação de cada uma das informações contidas nas mensagens. Com isso, obteve declarações por escrito tanto do doutor Fábio - em que nega a autoria do texto - quanto do chefe de gabinete da Presidência do Inmetro, Carlos Eduardo Vieira Camargo, garantindo que o instituto jamais realizou análise em latas de refrigerantes com a finalidade de medir níveis de vermes ou bactérias.

A ABAL também recebeu uma correspondência do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) da Secretaria da Saúde de São Paulo, que afirma não existir, em todos os casos de leptospirose registrados no Estado, nenhum que tenha sido provocado por ingestão de bebida em lata. As informações foram confirmadas em novo documento recebido em 20 de maio de 2004.

Diante da comprovada falsidade das informações divulgadas nas tais mensagens, a ABAL requereu, junto à Polícia Civil de São Paulo, a instauração de um inquérito policial a fim de apurar a ocorrência de crime de falsidade ideológica e outros crimes de fundo econômico ligados a esses boatos.


FIQUE ATENTO!
Por tudo isso, se você receber um e-mail alertando para o risco de se beber cervejas e refrigerantes em lata, use o bom senso antes de retransmiti-lo.
Tenha em mente que a indústria de latas, assim como os fabricantes de bebidas, respeitam padrões internacionais, além de normas próprias de produção, e garantem a qualidade e a integridade de seus produtos.

Portanto, a questão a respeito da qual se deve alertar a população é a da higiene no armazenamento e na manipulação dos produtos em geral e essa é uma preocupação que vale para todo e qualquer produto e/ou embalagem, e não apenas para as latas de bebidas. O caminho para se evitar problemas é um só: hábitos básicos de higiene.



Saiba mais:
Análise confirma boas condições sanitárias das latas de alumínio
Mitos e verdades sobre as latinhas - Correio Braziliense (05/10/2004)
A bancada do lacre - Jorge Felix - No Mínimo (11/08/2005)

Confira outras lendas urbanas:
A vingança on-line da loira do banheiro - Valor Econômico (14/09/2004)
Mitos da limpeza - Revista Marie Claire (Julho/2002)

Deixe seu comentário

0 comentários
偽物ルイヴィトン ブランドバッグコピー ロレックス偽物 時計スーパーコピー エルメス偽物 パネライ偽物 財布スーパーコピー ルイヴィトスーパーコピー シャネル偽物 服スーパーコピー %E3%83%95.html"title="スカーフスーパーコピー">スカーフスーパーコピー 靴スーパーコピー スーパーコピーブランド スーパーブランドコピー コピーブランド ブランド生地コピー モンクレールコピー 日本ブランドコピー ブランドコピー