Mulheres inspiradoras operam a mina da Alcoa em Juruti – Associação Brasileira do Alumínio – ABAL
Acesse a área do associado Fale Conosco
← voltar para Banco de Notícias

Mulheres inspiradoras operam a mina da Alcoa em Juruti

 

Jurutiense, Cristina Batista, 28 anos, faz parte do time de Gestão Integrada da área da Produção da mina da Alcoa, em Juruti. A história dela reflete a trajetória das mulheres que representam, hoje, cerca de 23% do efetivo da empresa, atuando desde a operação até a liderança, fortalecendo a diversidade na empresa. Cristina percorreu uma longa estrada até alcançar seus sonhos e objetivos e se tornar uma mulher que inspira.

Recentemente, a Rede de Mulheres Alcoa (AWN) realizou evento virtual e reconheceu 35 mulheres por suas realizações e postura exemplar na empresa. Cristina foi uma delas.

“Na época em que a Alcoa começou a operar, em 2009, eu estudava no ensino médio e em Juruti não tinha ensino superior ainda. Foi então que surgiram os cursos técnicos oferecidos pela empresa”, lembra Cristina, que não pensou duas vezes ao se matricular no curso técnico em mineração.

Logo Cristina participou de um processo seletivo para operadora de equipamentos e, em abril de 2013, o sonho de trabalhar na Alcoa virou realidade. Após passar pelas áreas de treinamento e desenvolvimento, em 2017, a profissional foi contratada como a segunda mulher Técnica em Mineração na área da operação de mina.

“Mudei minha rotina e perdi o medo, quebrei o tabu de que mulher não poderia trabalhar em serviços pesados e, principalmente, em mina”, conta ela, orgulhosa e com o sentimento de dever cumprido.

Além disso, durante quatro anos, conciliou o trabalho na mina e a graduação em Administração. Duas vezes por mês, viajava até Oriximiná, a 51,5 km de distância de Juruti.

“Hoje tenho o sentimento de gratidão, de realização”, afirma Cristina. “Um recado que eu posso dar é que as pessoas nunca desistam dos seus sonhos, porque todos somos capazes de alcançar tudo o que almejamos”, completa.