Acesse a área do associado Fale Conosco
← voltar para Banco de Notícias

ABAL e associadas debatem o novo mercado de gás natural com o Ministério da Economia

 

Na última sexta-feira, 19 de junho, a ABAL e suas associadas Alcoa, CBA, Hydro e Novelis se reuniram virtualmente com o secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys. O principal tema em discussão foi a importância do novo mercado de gás natural, insumo que está diretamente relacionado à produção do alumínio.

A ABAL foi representada na reunião por Milton Rego (presidente-executivo), Otavio Carvalheira (Alcoa), Ricardo Carvalho (CBA), Anderson Baranov (Hydro) e Francisco Pires (Novelis).

A modernização do mercado de gás é uma das principais demandas do setor do alumínio e de diversos outros segmentos industriais. Recentemente, a ABAL, em conjunto com dezenas de federações, associações representativas e sindicatos, lançou uma carta aberta ao Congresso Nacional pedindo urgência na aprovação do Projeto de Lei do Gás (PL 6407/2013).

O documento destaca que “a indústria do gás natural e dos produtos associados podem aumentar em R$ 60
bilhões os investimentos no país, gerando mais de 4 milhões de empregos neste momento em que estamos precisando de um novo respiro para voltar a crescer”.

Além disso, a carta assinada pela ABAL também que reitera que “o Brasil é dotado de uma riqueza imensa desse gás nas reservas terrestres e marítimas do Pós-sal e do Pré-sal. Em pouco tempo, pode-se dobrar a oferta de gás no mercado e, por meio da introdução da efetiva concorrência, tornar o preço deste insumo competitivo para os mais diversos segmentos de consumo, provocando um efeito virtuoso e sustentável em nossa economia”.

Clique aqui e leia a carta na íntegra.