Acesse a área do associado Fale Conosco
ROTA ESTRATÉGICA DA CADEIA BRASILEIRA DO ALUMÍNIO

Roadmap

A construção da Rota Estratégica da Cadeia Brasileira do Alumínio 2030 consolida a atuação proativa da ABAL para a promoção da competitividade da indústria do alumínio no Brasil, uma vez que promove a cultura do pensamento prospectivo e do planejamento estratégico para a cadeia, frente às transformações e aos desafios propostos pelos cenários nacional e global.

Parcerias Estratégicas

Para a concretização desse propósito, a ABAL mobilizou o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços – MDIC; entidades representativas da indústria, como a Confederação Nacional da Indústria – CNI, o Departamento Nacional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI/DN, o Instituto Euvaldo Lodi – IEL/SP, o Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná – Sistema FIEP, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Paraná – SENAI/PR; além de outras organizações de cunhos empresarial, setorial, governamental, científico e educacional, totalizando 75 instituições públicas e privadas imbuídas do propósito de auxiliar na descoberta de caminhos de prosperidade para os elos que compõem a Cadeia Brasileira do Alumínio.

O Processo

O processo de construção da Rota foi estruturado em torno das seguintes etapas metodológicas:

Identificação dos Elos da Cadeia

A ABAL desenvolveu uma modelagem da Cadeia Brasileira do Alumínio que se estrutura em quatro elos:

i. Mineração e Transformação Primária;
ii. Reciclagem;
iii. Semimanufaturados;
iv. Aplicação de Produtos de Alumínio.

Atividades Preparatórias

As atividades preparatórias para construção da Rota Estratégica compreenderam reuniões e entrevistas de sensibilização com stakeholders, a produção de estudos, bem como a identificação e a mobilização de atores estratégicos para o processo.

Sensibilização de stakeholders: realização de entrevistas com importantes stakeholders da Cadeia Brasileira do Alumínio, a fim de coletar expectativas e sensibilizar para participação das empresas nas diferentes fases do projeto.
Elaboração de panoramas quantitativos: levantamento e sistematização de indicadores, séries históricas e estatísticas relacionados à cadeia do alumínio, em âmbitos nacional e internacional.
Elaboração de estudos de tendências: identificação de fenômenos sociais e tecnológicos com poder de impacto sobre os segmentos que compõem a Cadeia Brasileira do Alumínio
Identificação e mobilização de especialistas: identificação e sensibilização de atores estratégicos para participação nos processos de inteligência coletiva.

Inteligência Coletiva

O processo de inteligência coletiva foi realizado por meio de Painéis de Especialistas, consultas web e entrevistas. Ao todo, houve a realização de quatro painéis, um para cada elo da Cadeia Brasileira do Alumínio, duas pesquisas web e dois ciclos de entrevistas em diferentes momentos do processo.

A dinâmica dos painéis envolveu a condução de experts em processos reflexivos sobre a situação atual e o futuro desejado para cada elo analisado.

Nessa dinâmica, os participantes foram convidados a construir o planejamento a partir das seguintes etapas metodológicas:

Durante o processo foram propostas 242 ações, agrupadas em 10 temas, a serem implementadas em curto prazo (2018 – 2020), médio prazo (2021 – 2025) e longo prazo (2026 – 2030) para a concretização da Rota Estratégica da Cadeia Brasileira do Alumínio 2030.

Temas estratégicos das propostas de ações

Articulação de Atores Recursos Humanos
Comunicação e Marketing  Segurança Energética
Expansão de Mercado Sustentabilidade
Infraestrutura e Logística Tecnologia e Inovação
Qualidade, Certificação e Normatização Tributação e Formalização
Veja também em Roadmap
Mapa Síntese